Publicada em 27/10/2015 às 13:35

Indígenas cobram ação da polícia para identificar e punir atirador em Brasnorte

Um grupo de indígenas da etnia Enawenê Nawe foi escoltado pela Polícia Militar de Juína com apoio de policiais de Brasnorte e Tangará da Serra..

 

 

 

Eles foram à delegacia da Polícia Civil no município de Brasnorte exigir das autoridades uma resposta rápida; que identifique e puna o acusado de ter efetuado o disparo contra o indígena Daliameali Enawenê na tarde de sábado (24).

 

Durante tumulto com moradores que participavam de um manifesto no município de Brasnorte contra a cobrança de pedágio na ponte sobre o Rio Juruena na MT 170, o indígena foi ferido com um tiro na altura do ombro esquerdo, o projétil acertou a clavícula e ficou alojada próximo do coração.

 

Durante a reunião com o delegado Drº André Luiz Barbosa, responsável pelo caso ele disse que ouviu representantes dos indígenas e o Coordenador Regional da FUNAI de Juína, Antônio Carlos de Aquino.

 

O delegado disse que todas as informações correrão em sigilo para não atrapalhar as investigações.

 

“Nós preferimos não revelar as informações que já conseguimos com as investigações que foram iniciadas para não atrapalhar o trabalho, já temos alguns pontos que ajudarão muito”, observou.

 

Além de investigar o autor dos disparos, outros fatos como uma agressão a pauladas a um indígena e ferimentos de flecha a um manifestante também serão investigados.

 

 “Vamos nos empenhar para dar uma resposta rápida para sociedade, toda a ação será apurada” destacou Barbosa.   

 

Depois de ouvidos pelo delgado o grupo retornou para ponte do Rio Juruena se unindo aos demais, suspenderam o bloqueio e cobrança de pedágio e dirigiram-se à comunidade escoltado pela polícia.

 

A comunidade indígena cobra do estado a manutenção de uma estrada de acesso à aldeia num trajeto de 43 km que está em péssimas condições.

 

Os maquinários, equipamentos e caminhões que serão utilizados no trabalho já foram para o trecho, a manutenção deve começar na próxima semana.

Autor: Cleber Batista
Fonte: JNMT